Pedro Tamen, Expresso, Lisboa, 1975.
Print

Ora Eduardo Pitta é já, lá (e cá, onde temos a sua língua e a mesma Poesia) uma voz importante e tanto mais quando não quer dizer demais.